Encadernação Artística

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Oficinas: Encadernação e Marmorização de Papel - Relato


Fico sempre muito nervosa ... Os primeiros cinco minutos são terríveis, me dói a barriga...Até conseguir dominar os nervos demora...Porém há um acolhimento que me acalma. Estamos dentro da bilblioteca, no subsolo, no Lacre, na caverna platonica. O som da esquina barulhenta, os fragmentos de vozes, os transeuntes ocupados, o ritmo frenético dos celulares que tocam sem parar, e os dialogos absurdos. Uma parede nos separa deste caos. No interior da caverna cantarolamos tantigas de ninar, pintamos papel, nos lembramos da nossa infancia, sonhamos em limpar, organizar, conservar preventivamente a nossa memória, somos solidários e amamos o próximo, estamos em silêncio, quando hà uma voz ela nos é sempre a voz do outro. Muitas vezes um eco distante.
Nos alegra a possibilidade de restituir ao leitor o prazer de encontrar na estante o seu velho amigo, todo limpo cheiroso, conservado. O tempo passa rápido....Quando nos damos conta já é meio dia, a uma e meia já estamos todos de volta, sem pausa para o café, logo fica escuro, são seis da tarde, que pena é sexta-feira a oficina terminou.

Um comentário:

Rayane Ariadne! disse...

Olá, poderia me ajudar em uma coisa..
Faço curso de impressor Offset, e preciso fazer um trabalho sobre a historia da encadernação do inicio até o séc XI...se puder me ajudar!
Muito Obrigada.
Beijos
Rayane