Encadernação Artística

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

cogito, ergo sunt

Nem sempre quando penso  logo existo, quase sempre tentam me puxar para as profundezas que se quer cogito, nego logo existo, existo nos textos, nos fados,  tremo diante dos velhos fantasmas...  sombras que tentam ultrapassar a luz da janela lateral... em dado momento  somos todos UM em outro instante névoas tortuosas, frio, calor e abraços...  

Nenhum comentário: